Oficina Cultural Xingu

Objetivo


    No desenvolvimento do Programa de Patrimônio Cultural, inúmeras reuniões e oficinas foram realizadas, tanto nas aldeias indígenas dentro do PIX, como em Canarana, Cuiabá, Brasília e Goiânia.

    Em Maio/2009 foi realizada nova Oficina Cultural, contando com a participação das etnias indígenas Kalapalo, Mehinako, Aweti, Kuikuru, Yawalapiti, Matipu e Trumai. Foram então elaborados inventários de bens culturais localizados no rio Culuene, onde se localiza o lugar sagrado do Sagihengu, estendendo-se também para os rios Sete de Setembro e Von den Steinen.

    Agora, entre os dias 20 e 21/Agosto, está sendo realizada nova Oficina, com a participação das etnias Waurá e Mehinako. O inventário de bens culturais está sendo estendido para o rio Batovi, onde se localiza o lugar sagrado do Kamukuwaká.

    Os objetivos das Oficinas Culturais são:
    •  Levantar as iniciativas em andamento, voltadas ao patrimônio histórico e cultural, e desenvolvidas pelas comunidades indígenas, visando a integração de esforços e ampliação de resultados;
    •  Conhecer os planos futuros das comunidades e planejamentos sobre aspectos de valorização, divulgação e preservação de seu patrimônio cultural;
    •  Realizar um inventário de locais e bens culturais presentes ao longo dos rios Culuene e Batovi, que estarão integrando o Corredor Ecológico e Cultural em estudo.

Notícias

Relato da Antropóloga e Socióloga Gláucia Buratto Rodrigues de Mello

Acompanhe o relato da Antropóloga e Socióloga Gláucia Buratto Rodrigues de Mello, sócio-efetivo da ABA-Associação Brasileira de Antropologia sobre o Tombamento das terras do Alto Xingu.

Clique aqui.

Aprovado pedido de Tombamento pelo IPHAN

    No dia 24 de junho de 2010, o Conselho Consultivo do Patrimônio Histórico, aprovou, por unanimidade, o pedido de tombamento de dois lugares considerados sagrados pelas comunidades indígenas do Alto-Xingu, no Mato Grosso.

Sagihengu e Kamukuwaká são agora Patrimônios Culturais do Brasil.

O pedido de tombamento foi apresentado pelas etnias Waurá, Kalapalo e Kamayurá e reforçado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan.
                     saiba mais

- - - - - - - - - - - - - - - -

O Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade consagrou o "Projeto Patrimônio indígena, história da nossa gente", do Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu (IPEAX), presidido pelo cacique Aritana Yawalapiti.    saiba mais

- - - - - - - - - - - - - - - -

Próxima reunião
Para análise e aprovação final da comunidade indígena ao Projeto de Corredor Cultural dos rios Culuene e Batovi.

Data: 8 e 9 de Abril

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Documento Projetos Planejamento.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço