Oficina Cultural Xingu

Oficinas Anteriores


Seqüência dos trabalhos realizados

Início dos trabalhos
Primeira reunião geral na aldeia Waura
Primeira reunião geral na aldeia Kalapalo
IPEAX ativo
Diretoria do IPEAX
Primeira Oficina Cultural
Apresentação à FUNAI
Reunião na 14ª. SR/ IPHAN
Segunda Oficina Cultural – a paisagem sagrada do Sagihengu
Festa do Kuarup
Reunião Aldeia Waura
Terceira Oficina Cultural – a paisagem sagrada do Kamukuwaká
Prêmio Nacional do IPHAN e entrega do processo de Tombamento ao Ministro da Cultura
Quarta Oficina Cultural - Projeto de Corredor Cultural para o rio Culuene
Quinta Oficina Cultural - Projeto de Corredor Cultural para o rio Batovi


Início dos trabalhos


Em 19 de Setembro de 2007 foi realizada a primeira reunião dos trabalhos, em Cuiabá, com representantes indígenas das etnias Kalapalo e Waura, além do IPEAX, IPHAN, Atiaia e Documento, para análise do Programa e definição da agenda de atividades.


Primeira reunião geral na aldeia Waura


Em Dezembro de 2007 foi realizada uma reunião geral do Programa na aldeia Waura, dentro do Parque Indígena do Xingu, permitindo a participação de todos na análise e discussão dos trabalhos. Como resultado final, o Programa foi aprovado e montou-se uma Comissão Waura de acompanhamento dos trabalhos.

Primeira reunião geral na aldeia Kalapalo


Em Dezembro de 2007 foi também realizada uma reunião geral do Programa na aldeia Kalapalo dentro do PIX (Aiwa), para análise geral da proposta e da agenda de atividades. Foi grande a participação dos indígenas, com destaque para as mulheres, com falas e depoimentos que enriqueceram muito a reunião.

IPEAX ativo


O apoio institucional do Programa é dado pelo IPEAX (Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu), que desenvolve todos os contatos e estruturação do Programa junto às etnias indígenas. Em fevereiro de 2008 foi realizada uma reunião em sua sede, em Canarana, detalhando as explicações do Programa.

Diretoria do IPEAX


Em fevereiro de 2008 foi realizada uma reunião geral com toda a diretoria do IPEAX, em Cuiabá, momento em que foi analisado o processo jurídico de tombamento pelo IPHAN dos lugares sagrados do Sagihengu e do Kamukuwaká.

Primeira Oficina Cultural


Em abril de 2008 foi realizada a primeira oficina cultural, em Canarana, reunindo 17 representantes indígenas Kalapalo (das aldeias Aiwa, Tanguro, Aldeia Velha e Kaluani) e 11 Waura, momento em que foram realizadas análises de detalhamento dos locais sagrados do Sagihengu e Kamukuwaká incluindo depoimentos, produção de textos e desenhos.

Apresentação à FUNAI


Em maio de 2008 foi realizada reunião na sede da FUNAI, no CGPIMA, com 11 representantes indígenas (IPEAX, etnias Kalapalo e Waura), tendo-se feito apresentação do Programa de Patrimônio Cultural e a luta pela preservação dos lugares sagrados do Sagihengu e Kamukuwaká.


Reunião na 14ª. SR/ IPHAN


Ainda em maio de 2008 foi feita também reunião na sede da 14ª. Superintendência Regional do IPHAN, em Goiânia, com 11 representantes indígenas (IPEAX, etnias Kalapalo e Waura) para análise do Programa. Nesta ocasião foi entregue pelos indígenas um abaixo-assinado reafirmando sua luta pela preservação dos locais sagrados e desejo de tombamento dos mesmos pelo IPHAN.


Segunda Oficina Cultural – a paisagem sagrada do Sagihengu


Em junho de 2008 foi realizada uma etapa de trabalhos de detalhamento da paisagem sagrada área do Sagihengu, localizado no médio curso do rio Culuene. Participaram 15 representantes indígenas. Muitos jovens viram pela primeira vez o local sagrado, ouviram a história dos mais velhos e, todos juntos, delimitaram a paisagem cultural do Sagihengu.


Festa Kuarup


Em agosto de 2008 foi feita documentação da festa do Kuarup que ocorreu na aldeia Kalapalo Aiwa, dentro do PIX. Nesta ocasião foram feitas também reuniões sobre o andamento dos trabalhos, e colhidos depoimentos e atividades relacionadas aos locais sagrados do Sagihengu e Kamukuwaká..


Reunião Aldeia Waura


Em agosto de 2008 foi realizada a segunda reunião geral na aldeia Waura, quando foram combinados os preparativos e marcada data para a ida ao local do Kamukuwaká e a reunião terminou com um grande almoço.


Terceira Oficina Cultural – a paisagem sagrada do Kamukuwaká


Em setembro de 2008 foi realizada uma etapa de trabalhos de detalhamento da paisagem sagrada área do Kamukuwaká, localizado no médio curso do rio Batovi. Participaram 10 representantes indígenas. Muitos jovens viram pela primeira vez o local sagrado, ouviram a história dos mais velhos e, todos juntos, delimitaram a paisagem cultural do Kamukuwaká.


Prêmio Nacional do IPHAN e entrega do processo de Tombamento ao Ministro da Cultura.


Encerrando com chave de ouro a primeira etapa do Programa, o IPEAX ganhou o Prêmio Rodrigo de Mello Franco, como melhor iniciativa institucional de 2008 na valoração e preservação do patrimônio cultural brasileiro. O prêmio foi dado à comunidade indígena pelo Ministro da Cultura, Sr. Juca Ferreira, que neste momento recebeu das mãos do Cacique Aritana Yawalapiti o processo de tombamento das áreas sagradas do Sagihengu e do Kamukuwaká.


Quarta Oficina Cultural - Projeto de Corredor Cultural para o rio Culuene


Os objetivos desta oficina foi, análise de contexto, organização e andamento do Programa de Patrimônio Cultural; análise dos instrumentos de multimídia que estão sendo elaborados, a saber, o site institucional do IPEAX e o site do Programa de Patrimônio Cultural e Análise dos instrumentos de gerenciamento e acompanhamento do Programa.


Quinta Oficina Cultural - Projeto de Corredor Cultural para o rio Batovi


Durante o evento destacou-se a importância de serem desenvolvidas ações buscando resgatar a história indígena e suas tradições, bem como preservar seus locais sagrados. Foram igualmente analisados e discutidos os modelos prévios dos sites institucional e do Programa, tendo-se evoluído em vários aspectos a análise do assunto.

Notícias

Relato da Antropóloga e Socióloga Gláucia Buratto Rodrigues de Mello

Acompanhe o relato da Antropóloga e Socióloga Gláucia Buratto Rodrigues de Mello, sócio-efetivo da ABA-Associação Brasileira de Antropologia sobre o Tombamento das terras do Alto Xingu.

Clique aqui.

Aprovado pedido de Tombamento pelo IPHAN

    No dia 24 de junho de 2010, o Conselho Consultivo do Patrimônio Histórico, aprovou, por unanimidade, o pedido de tombamento de dois lugares considerados sagrados pelas comunidades indígenas do Alto-Xingu, no Mato Grosso.

Sagihengu e Kamukuwaká são agora Patrimônios Culturais do Brasil.

O pedido de tombamento foi apresentado pelas etnias Waurá, Kalapalo e Kamayurá e reforçado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan.
                     saiba mais

- - - - - - - - - - - - - - - -

O Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade consagrou o "Projeto Patrimônio indígena, história da nossa gente", do Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu (IPEAX), presidido pelo cacique Aritana Yawalapiti.    saiba mais

- - - - - - - - - - - - - - - -

Próxima reunião
Para análise e aprovação final da comunidade indígena ao Projeto de Corredor Cultural dos rios Culuene e Batovi.

Data: 8 e 9 de Abril

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Documento Projetos Planejamento.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço