Oficina Cultural Xingu

Translate


Instituições

Apoio:

Atiaia Energia

Colaboradores:

Sagihengu Sagrado do Kalapalo do Alto Xingu


Desenho Símbolo Waurá


Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu

IPHAN

Museu Casa Dom Aquino

Desenvolvimento:

DOCUMENTO

 

Membros

Arqueologia Pública no TWITTER

    Siga-me no Twitter

    Últimas atividades

     

    A Oficina Cultural Xingu

        A Oficina Cultural Xingu é uma atividade que tem como objetivo ampliar o ENVOLVIMENTO e a INTEGRAÇÃO da comunidade indígena do Alto Xingu abrangida pelo “Programa de Patrimônio Cultural – Arqueologia Colaborativa”. Este Programa está sendo desenvolvido através de uma Comissão Indígena de Patrimônio Cultural (CIPAC), composta por representantes das etnias indígenas envolvidas, contando com o apoio do IPEAX (Instituto de Pesquisa Etno-Ambiental do Xingu).

        Iniciado em 2005, este Programa reúne um conjunto de conhecimentos científicos que, lado a lado com a participação ativa da comunidade em diferentes eventos programados, buscam contribuir para que o Patrimônio Cultural tenha ainda maior proximidade com a sociedade da qual provém e para a qual deve contribuir, como vetor de bem estar e sustentabilidade. Especial tratamento é dado na delimitação e preservação das paisagens culturais sagradas do Sagihengu e Kamukuwaká, localizadas fora dos limites do Parque Indígena do Xingu, bem como, na elaboração de um Projeto de Corredor Cultural que reintegre estas paisagens sagradas aos territórios culturais indígenas.

        Virtualmente a comunidade poderá, através deste Blog e de forma continuada, colocar seus comentários, expectativas e depoimentos, assim como, dialogar com os cientistas e compartilhar o seu conhecimento.

    Fotos

    Carregando...
    • Adicionar fotos
    • Exibir todos

    Vídeos

    • Adicionar vídeo
    • Exibir todos

    Reuniões Anteriores

    Conheça o ARQUEO@PARQUE uma ferramenta colaborativa de diálogo com as comunidades

    Exposição Oficina Xingu Quinta Oficina Cultural - Projeto de Corredor Cultural para o rio Batovi.
    acessar   
    Resumo   
         

    Quarta Oficina Cultural - Projeto de Corredor Cultural para o rio Culuene. Prêmio Nacional do IPHAN e entrega do processo de Tombamento ao Ministro da Cultura. Terceira Oficina Cultural – a paisagem sagrada do Kamukuwaká.
    Resumo   
    Resumo   
    Resumo   
         

    Reunião aldeia Waura. Festa do Kuarup. Segunda Oficina Cultural – a paisagem sagrada do Sagihengu.
    Resumo   
    Resumo   
    Resumo   
         

    Reunião na 14ª Superintendência Regional do IPHAN. Apresentação à FUNAI saiba mais. Primeira Oficina Cultural.
    Resumo   
    Resumo   
    Resumo   
         

    Diretoria do IPEAX. IPEAX ativo. Primeira reunião geral na aldeia Kalapalo.
    Resumo   
    Resumo   
    Resumo   
         
    Primeira reunião geral na aldeia Waura. Início dos trabalhos.  Clique no link abaixo ver um resumo de todas as reuniões.
    Resumo   

    Mensagens de blog

    As utopias do Xingu nos seus 50 anos

    Washington Novaes - O Estado de S.Paulo

     

    Começa a tomar corpo em áreas da comunidade científica, do jornalismo, das artes, do Judiciário, além de organizações não governamentais, um projeto de levar à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) uma proposta de reconhecer o Parque Indígena do Xingu, que está completando 50 anos, como patrimônio histórico, cultural e…

    Continuar

    Postado por Documento Projetos Planejamento em 25 março 2011 às 10:55

    Nossa História

    Estou aqui junto com meus irmão representando nossa comunidade do Xingu, por que é muito importante para nós a nossa história e nossos costumes.

    Postado por Kaiauta Kalapalo em 9 abril 2010 às 16:00

    União

    Hoje estou aqui em Água Boa, participando da Oficina do Corredor Cultural Xingu, nós povo Xinguanos, tantos os mais velhos quantos mais novos esperamos ter reconhecido o Sagihengu e Kamukuwaká como terra indígenas.

    Postado por Yukuma Waurá em 9 abril 2010 às 16:00

    Natukutapai aunaki

    awojo pai nipitsi kata aunaki maka nuto oukaka nutuwa kata autupajomonanau itsenu nuto aunaki oukaka awjoyajopai nipitsi kiyãká.

    Postado por Yapatsiama Waura em 21 agosto 2009 às 19:35

    Registrando nossa história

    Nesse nosso trabalho para contar história, os velhos contam nossas histórias para ficar para nós , para nosso filhos e netos conhecerem a nossa história. Ai, depois nosso netos e nossos filhos saberão mais histórias depois.

    Postado por Apayupi Waura em 21 agosto 2009 às 19:27

    Participação Waura

    eu estou aqui na cidade de Água Boa, participando oficina cultural Xingu ,junto com os 08 Waura, eu quero conhecer e registrar nossa historia junto com mais velho que sabe explicar historia de Kamukuwaka, deste inicio eu acompanhei e ate final, como hoje

    Postado por Yanahin Waura em 21 agosto 2009 às 19:20

    Awojopai nupitsi kamukuwaka

    awojopai nupitsi kata nutumaliu, maka aitsa wasixuwa autsa awaunakira, oukaka itsapai natu katano. Wasixuwamiya autsa akuponala kateweniyaitsa, oukaka auputa mano akuponala kateweniyaitsiu. Awanata akuponala Mojoná onaitsiu, ayawe Kamukuwaka eu, aotawanaka awakuweniyama ayawiu

    Postado por Awaulukuma Waura em 21 agosto 2009 às 19:13

    Naunakira kamukuwaka

    Awojowe apitsiyiu, kajaopa nau ipitsimiu, kata nutumaliu. Maka kajaopa unupó. Oukaka niyakapai aunaki. oukaka itsa nutuwa katiuha, numaluwãitsa aitsa miya utakonawanogou. Napuka Mojonaitiu, ewetsuna ewé- eu ayawe Kamukuwake eu, niyakapai aunakiyiu. Maka aitsa wasixuwa awaunakira, oukaka itsapai natu katano.

    Postado por Kamala Waura em 21 agosto 2009 às 19:05

    Kamukuwaka pitsanaki

    Awojopai kata atumaliu, awojowe kaliuno iyawe kamukuwaka numaniu. Itsatsapatamawe kata kamukuwaka otanakawakuwiu.

    Postado por Tarukure em 21 agosto 2009 às 18:49

    Nossa história é sagrada

    Eu estou aqui participando desse trabalho pela primeira vez, eu gostei desse trabalho, eu gosto muito disso aqui, registrar nossas histórias para não perder. Eu gosto muito desse trabalho do kamukuwaka, é a nossa história sagrada.

    Postado por Yapunumá em 21 agosto 2009 às 18:36

    OFicina Cultural/Kamukuwaka.

    Gostaria muito de agradecer a oportunidade de poder acompanhar o trabalho importantíssimo que a empresa DOCUMENTO esta realizando para preservar as áreas sagradas indígenas (SAGIHENGO e KAMUKUWAKA). Para mim é muito gratificante, pois, esses dois dias que acompanhei o trabalho realizado com o grupo Waurá, tive a oportunidade de conhecer um pouco mais da cultura indígena, principalmente das hístórias míticas contadas pelo grupo, desde os mais idosos até os mais jovens. Foi um trabalho muito… Continuar

    Postado por Rosangela Ap.Soares de Carvalho em 21 agosto 2009 às 18:00

    Estou aqui na Água Boa participando de uma oficina sobre o Kamukuaka

    Eu estou aqui na oficina registrando nossa história que é muito importante para que não perca a história dos antigos, gostei muito desta oficina eu aprendi muita coisa com o velho Kamala. Esse trabalho durou dois dias, hoje terminou mas amanhã nos estamos voltando para aldeia dorme no Gaucha do Norte, no domingo estaremos pegando carro até chegar na aldeia do kuikuro, para irmos de carro para nos levar até o barco para irmos ao posto Leonardo, depois pegamos outro carro para chegarmos na aldeia… Continuar

    Postado por Hukai Waura em 21 agosto 2009 às 17:42

    A Terra de Mavutsinim, Pátria dos xinguanos.

    Retornando para Canarana,ainda não pude seguir para o Xingu.Possivelmente próximo mês de junho.No entanto andei conversando e apresentado o produto da última oficina realizada em Cuiabá para alguns de nossos familiares mais próximos,como o meu pai Sapaim Kamayurá por exemplo,para o meu cunhado Matariuwá Yawalapiti,o Iano.a Kuiaiu os meus filhos;E Não me canso de admirar as paisagens sagradas do SAGIHENGO e os locais identificados de uso dos nossos ancestrais.A impressão que tenho que a área… Continuar

    Postado por Ianaculá Rodarte em 30 maio 2009 às 20:03

    Nós podemos

    Eu estou aqui participando da Oficina do Corredor Cultural. O projeto é muito importante para futuro, nossos netos. Porque o mundo hoje está pedindo, então a importância do projeto é muito bom.

    Postado por Carlinho Mahenako em 27 maio 2009 às 19:16

    Vamos participar

    Hoje é 27-5-2009. Estamos aqui no Cuiabá trabalhando, fazendo a história do Corredor Cultural do Lugar Sagrado (Sagihengu).

    Postado por Kalumaka Matipu em 27 maio 2009 às 18:58

    Sobre a oficina:

    Eu vim participar da oficina do Corredor Cultural. Dra. Erika, eu gostei desse trabalho que nós estamos fazendo aqui sobre o sagrado. É importante para mim fazer oficina para ter história sempre.
    Tafukumã Kalapalo - cacique aldeia Aiha.

    Postado por Tafukumã Kalapalo em 27 maio 2009 às 18:58

    Recado sobre a oficina...

    Eu sou indio do Xingu, sou cacique, meu nome é Jakalo Kuikuro. Estou satisfeito, nunca vi uma reunião assim. É importante discutir sobre rio Culuene, cabeceiras até usina. Hoje o índio do Xingu está entendendo devagar sobre o tema. Daqui algum tempo lideranças vão entender. Algumas lideranças são contra. Mas tem que entender. Erika está explicando, Makuxi e Daniel estão trabalhando conosco. São 14 etnias, estão nos apoiando sobre nosso povo. FUNAI marca área. O trabalho da Erika é importante. É… Continuar

    Postado por Jakalo Kuikuru em 27 maio 2009 às 18:47

    Eu participei

    Eu estou gostando esse trabalho sobre a história da nossa cultura. Faremá Kalapalo, cacique aldeia Kunurijafütü.

    Postado por Farema Kalapalo em 27 maio 2009 às 18:43

    Eu estou aqui na oficina Xingu

    Eu estou aqui participando na oficina sobre a história do Sagrado (Sagihengu). É importante trabalhar sobre onde começou a nossa tradição, pra ter a história sempre.

    Postado por Ugise Aiha Kalapalo em 27 maio 2009 às 18:15

    Estou fazendo minha parte

    Hoje é 27-5-2009. Estamos aqui no Cuiabá trabalhando, fazendo a história do Corredor Cultural do Lugar Sagrado (Sagihengu).

    Postado por Kulumaka Matipu em 27 maio 2009 às 17:55

     
     
     

    Notícias

    Relato da Antropóloga e Socióloga Gláucia Buratto Rodrigues de Mello

    Acompanhe o relato da Antropóloga e Socióloga Gláucia Buratto Rodrigues de Mello, sócio-efetivo da ABA-Associação Brasileira de Antropologia sobre o Tombamento das terras do Alto Xingu.

    Clique aqui.

    Aprovado pedido de Tombamento pelo IPHAN

        No dia 24 de junho de 2010, o Conselho Consultivo do Patrimônio Histórico, aprovou, por unanimidade, o pedido de tombamento de dois lugares considerados sagrados pelas comunidades indígenas do Alto-Xingu, no Mato Grosso.

    Sagihengu e Kamukuwaká são agora Patrimônios Culturais do Brasil.

    O pedido de tombamento foi apresentado pelas etnias Waurá, Kalapalo e Kamayurá e reforçado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan.
                         saiba mais

    - - - - - - - - - - - - - - - -

    O Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade consagrou o "Projeto Patrimônio indígena, história da nossa gente", do Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu (IPEAX), presidido pelo cacique Aritana Yawalapiti.    saiba mais

    - - - - - - - - - - - - - - - -

    Próxima reunião
    Para análise e aprovação final da comunidade indígena ao Projeto de Corredor Cultural dos rios Culuene e Batovi.

    Data: 8 e 9 de Abril

    Badge

    Carregando...

    © 2016   Criado por Documento Projetos Planejamento.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço